O que é Caligrafia Spenceriana

O que é Caligrafia Spenceriana

Caligrafia Spenceriana é um estilo de caligrafia desenvolvido pelo norte-americano Platt Rogers Spencer (1800-1864). O método de Spencer se tornou o sistema mais conhecido de escrita nos Estados Unidos a partir da segunda metade do século 19.

Platt Rogers Spencer (1800-1864)
Platt Rogers Spencer (1800-1864), criador da caligrafia Spenceriana.

Influência da Caligrafia Spenceriana no design de logotipos

Para você ter uma ideia da influência desta caligrafia na sociedade da época, o estilo está presente no logotipo da Coca-Cola e em inúmeras famílias de tipos de letra utilizadas até os dias de hoje.

Caligrafia Spenceriana da Coca-Cola
O logotipo da Coca-Cola foi influenciado pela Caligrafia Spenceriana, muito usada na época.

O logotipo foi criado por Frank Mason Robinson, em 1885. Mason foi escriturário do inventor da Coca-Cola John Pemberton. O lettering usado na criação do logotipo era um estilo de caligrafia muito difundido nas escolas de administração dos EUA.

Continue lendo este artigo para saber mais sobre a caligrafia que influenciou a escrita atual e fontes cursivas utilizadas nos projetos atuais de design gráfico.

Padronização da caligrafia

Até o final do século XVIII, a caligrafia norte-americana não estava padronizada, mas o desejo por um sistema único era relatado em todos os manuais de redação publicados nos Estados Unidos.

É importante destacar que a boa caligrafia era muito valorizada, visto que a máquina de escrever ainda não fora introduzida e a imprensa era restrita aos jornais e livros.

Portanto, padronizar a escrita era fundamental, principalmente em ambientes comerciais onde documentos eram escritos à mão e precisavam ser legíveis.

O estilo Spenceriano é dividido em dois grupos

Trecho da revista Revista Língua Escrita, número 7, jul./dez. de 2009″

“A escrita spenceriana desenvolveu-se, basicamente, em dois grandes grupos. O primeiro, dando origem a formas mais ornamentadas e elaboradas, é conhecido como o
Ornamental Penmanship, destinado a explorar as capacidades artísticas de um calígrafo,
geralmente empregado na confecção de materiais promocionais. Essa escrita incorporava a essência do espírito norte-americano, que seria exportado para o mundo na clássica logomarca
da Coca-Cola.

O segundo grupo seria o chamado Business Writing. Um estilo simplificado, desenvolvido a partir de 1890, provavelmente por Charles Paxton Zaner, destituído de qualquer floreado ou sombreamento, com arcos ascendentes e descendentes mais curtos, primeiramente empregado no comércio e na contabilidade e posteriormente introduzido nas escolas. O chamado Zanerian System é até hoje utilizado em diversas escolas primárias dos Estados Unidos.”

Sistema de escrita de Palmer
Sistema de escrita de Palmer.

Caligrafia Spenceriana nos ambientes de negócios

A caligrafia era tão importante nos ambientes comerciais que cursos começaram a surgir nas faculdades de negócios dos Estados Unidos.

Os filhos e sobrinhos de Spencer introduziram a Caligrafia Spenceriana na rede de faculdades de negócios da Bryant & Stratton.

Manuais do método foram produzidos em escala. Desta forma, o sistema de escrita começou a ser aceito até tornar-se padrão em 1848.

O sucesso da Caligrafia Spenceriana nos Estados Unidos

O sucesso do método de Spencer se deve em grande parte pelo seu tino comercial e, principalmente, pelas suas cartilhas de instrução de escrita que ensinavam de forma detalhada, com gravuras e esquemas didáticos.

Cartilha do Método de Spencer
Cartilha para escolas e uso privado editada em 1874. (Da dissertação de Sandro Roberto Fetter, Universidade Estadual do Rio de Janeiro – 2011).

A Caligrafia Spenceriana na atualidade

Muito utilizada no passado para correspondências e documentos oficiais, a caligrafia de Spencer, conhecida hoje como Spencerian Script, perdeu sua importância na atualidade, mas é utilizada para outras finalidades, principalmente aquelas que exigem habilidades manuais.

O estilo permite inúmeras possibilidades expressivas, desde tatuagens, peças gráficas diversas a convites de casamento. É objeto de estudo em workshops sobre caligrafia e para exercitar o controle da pena flexível.

Podemos encontrar algumas fontes divertidas que imitam o logotipo da Coca-Cola, como a Loki Cola, no entanto, nada lembram a elegância da Spencerian Script.

Fonte da Coca-Cola
LOKICOLA.TTF, Fonte que imita o logotipo da Coca-Cola.

Encontrei no site www.ffonts.net uma fonte que leva o nome Spencerian Script SW Font, com traços mais grossos e menos rebuscada. BAIXE A FONTE DA COCA-COLA ->

Fontes semelhantes a caligrafia Spenceriana podem ser encontradas em sites para download de fontes
Fontes semelhantes a caligrafia Spenceriana podem ser encontradas em sites para download de fontes

Conclusão sobre o estilo de caligrafia spenseriana

Se quisermos nos aprofundar no estudo e criação de logotipos, conhecer a história das fontes cursivas (scripts) como o estilo de Spencer é fundamental.

Praticar manualmente a caligrafia utilizando uma pena flexível ou uma caneta que imite uma pena, nos ajuda a entender por que algumas partes das letras são grossas e outras são finas, porque a inclinação da letra, entre outras características.

Somente assim criaremos logotipos equilibrados, elegantes e impactantes.


Bibliografia:
•https://www.britannica.com/topic/Spencerian-penmanship#ref138773
•https://www.academia.edu/20065269/Modelos_Caligráficos_da_Escola_Brasileira_uma_história_do_Renascimento_aos_nossos_dias
•http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/revista%20lingua%20escrita/LinguaEscrita_7.pdf